domingo, 11 de julho de 2010

Muito prazer, Alguém .


O fato de escrever sobre você é encontrar alguma pergunta que vaga sem resposta, é questão de estudar seus pequenos detalhes. Eu por me fazer tão segura e com plena certeza da exatidão das minhas respostas, me perco quando tento me descrever. Colocar em palavras o que eu sinto e penso é tentar desvendar um mistério, e querer ser diferente começa a soar estranho quando realmente você consegue ser diferente. Eu sei quem sou, e faço da minha essência eterna, até chegar ao ponto final dos meus dias, mas até esses dias não serei a mesma do inicio, que com a habilidade de mudança do universo me adapto as mesmas, sem perder meu foco, sem desviar o meu olhar e sem perder o meu perfume: doce, ardente, enjoativo, árduo, mas que não deixa de ser o meu perfume. Afinal, saber quem eu sou é tarefa fácil para mim, o sentido muda quando tento colocar em palavras um pouco daquilo que sinto, um pouco daquilo que necessito ser, uma parte de tudo que sou, de tudo que fui e de tudo que pretendo ser.
Ser apenas alguém no meio de todo o universo e ser a Larissa Diniz no meio do meu grupo, faz grande diferença, mas isso não me convence a mostrar o significado sobre eu mesma, estaria me limitando e ser alguém no mundo não existe barreiras ou limites. É ter a liberdade de mudança sem as devidas preocupações do que se foi falado e limitado pelas minhas palavras. Alguém para os amigos que é totalmente diferente para os desconhecido, modificando o olhar para a família, enrijecendo as manifestações dos tais inimigos e apenas sendo Alguém no meio de todo o globo terrestre.


7 comentários:

Moniky disse...

Nossa, você escreve bem! Gostei do teu blog! COntinua postando sempre que der, e eu vou vir akii! (:

Se poder E QUISER, passa no meu e comenta?!
http://ultimamentira.blogspot.com/

Ficarei Grata! :D

kbritovb disse...

tem uma frase que diz que
quem se define se limita
num sei se tem mto a ver com o texto mas veio ela aki agora

brunna disse...

Larii tu escreve muito beem, parabéens viu gata !
*-*

Diego disse...

Caramba.! Adoreii o Post.! Concerteza uma leitora de Clarice Lispector, acertei? O que eu acabei de ler foi uma expansão dos pensamentos de Clarice, em um molde contemporâneo. Muito bom, muito bom, MESMO. "uma parte de tudo que sou, de tudo que fui e de tudo que pretendo ser", o ser humano ér isso, fragmentos de um passado que influencia um presente, que influenciará um futuro, e o conjunto disso a gente ver ao nosso redor.! Parabéns, e sucesso com o blog.! :*
PS.: O "Kbritovb" citou Clarice, no ao comentar o post, sem ao menos saber.! asuhasuahsuhaush

www.diiegopauliino.blogspot.com

Karla Hack disse...

Identifiquei-me de cara com suas palavras..
Também, penso, sinto e escrevo assim...
;D

Lincoln Speziali disse...

Há de ser grande, ainda maior que és!

Beatriz Amorim disse...

adorei seu blog!