quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Setembro, estações e mudanças.



              Setembro, mês da primavera. Se não fosse pela desordem ambiental, no final de setembro poderíamos admirar a beleza das flores nascendo em arvores e o clima gostoso a nos visitar, mas não creio que poderemos desfrutar dessa estação. Pelo menos na minha cidade, o inverno não chegou nem perto de inverno, ontem mesmo disseram que foi  um dos dias mais quentes do ano. Bom, eu não vim aqui dar lição de consciência ambiental, essa parte eu deixo para as empresas capitalistas que usam esse tema para melhorar sua imagem com a sociedade e com as pessoas que fingem se importar.  Eu usei da bagunça das estações, para falar da bagunça de nós mesmos.
                Mudanças, eu sempre digo que nós seres humanos estamos em constantes mudanças e no mês de agosto tive o prazer ou o desprazer de observar um pouco mais cada uma delas. Não é possível ficar estagnado em uma determinada época da vida, em um determinado pensamento, porque as coisas mudam e, querendo ou não,  somos obrigados a mudar com elas. Me observo a anos atrás, e relembro das minhas certezas, dos meus pensamentos e hoje sou uma pessoa com paradigmas totalmente diferentes. Não interprete isso como falsidade ou fraqueza de caráter, muito pelo contrário, eu fui forte o suficiente para mudar, para abrir minha mente, para reconhecer que algumas regras  do meu próprio “eu” tem que ser consertadas. Mudei pela rotina do dia-a-dia, mudei pelo tempo, mudei sem perceber, mudei por necessidade. 
                  Com o passar do tempo, a vida vai nos moldando  para a próxima estação e você vai mudando com as circunstâncias da vida e as coisas que pareciam importantes, hoje já não faz o mínimo sentido.  Devemos nos permitir mudar, precisamos melhorar, consertar nossos erros e as falhas que cometemos com nós mesmos.  Com as pedras, com os buracos da vida, aprendemos e mudamos espontaneamente ou apenas por necessidade.
                    O ser humano necessita de reconhecimento, reconhecimento pelos seus feitos e ações, e isso provoca mudanças também. Vocês já se observaram? Já perceberam em vocês o tanto que mudaram e o tanto que precisam mudar? Clarice Lispector disse uma vez assim: " Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro". Eu não concordo, claro que todo mundo tem defeitos, mas estamos no mundo para melhorarmos, para olhar pra traz e ficarmos felizes pelas nossas melhorias. Eu prefiro seguir o pensamento de Fernando Pessoa: " Deixe de ser quem era e transforme em quem é".
                  Meu texto não provocará mudança em ninguém, não trará o devido reconhecimento dos pequenos erros, das pequenas falhas que devem ser corrigidas. A mudança só vem quando perdemos algo, quando sentimento falta de algo, a mudança só parte na vida de quem está partindo da sua vida.  E antes de discordar com alguma palavra, relembre dos motivos que te forçaram a mudar, das ocorrências diárias que fizeram você mudar naturalmente. Não mudem por necessidade, ou por algum motivo, mudem porque acham digno e necessário mudar.  E acreditem, que a mudança faz parte da vida, faz parte da evolução.

Renove, inove. 

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Amor

                Essa semana me fizeram a seguinte pergunta “ O que é o amor?”  eu não soube explicar e nem responder. Hoje, eu faço essa pergunta pra vocês, vocês sabem o que é o amor?
                    Pensei  e repensei  sobre essa pergunta, revivi amores, relembrei das poucas e sinceras vezes que eu disse eu te amo, dos meus aprendizados, dos amores correspondidos, dos amores secretos, dos amores fracassados. Amor, essas quatro letras mexeram com a minha semana.  Acabei  concluindo que amor é o inexplicável do sentimento, é a luta desmedida a favor de outro alguém, é timidez. Amor é brilho no olhar,  é coração acelerado, é não saber o que falar. Amor é querer o bem, é torcer pela felicidade do outro sem pensar se inclui ou não você. Amor é humildade, solidariedade, saudade.  Amor é proteção, é entender, é caminhar lado a lado. Ama-se todas as qualidades e continua amando quando descobre cada defeito. Amor é conversar pelo olhar, é abraço quente, é beijo de boa noite, é carinho com as mãos. Amor é não saber explicar o porque, nem o motivo e nem quando começou acontecer.
                  Ai o amor, só se sabe o que é amar quando se ama. Algumas pessoas amam sem saber, outras falam que sentem, sem sentir. Pra mim, amar é mais complexo do que pensam. É mais profundo do que acham. 
Todo mundo ama e dos diversos tipos de amores, pelo menos um foi experimentado.  O amor não  é chegado a aparência, não é ligado as regras. Amor é cego, surdo e mudo. Abre a porta sem avisar e acampa ali dentro do coração sem ter hora pra ir embora.
                   É  por isso que não se deve perder tempo se perguntando o porquê do amor, o porquê de amar alguém, o amor é mistério e não responde a perguntas.  Ele  vem com o presente e pede pra você viver com ele, pois o passado é lembrança e o futuro só existe nos sonhos.

Ama-se justamente pelo o que o amor tem de indecifrável.

domingo, 21 de agosto de 2011

Flores e Destino


        No decorrer da semana, me peguei pensando nas freqüências de certos sentimentos. Me indignei quando observei os diversos tipos  que haviam em uma só pessoa.  Em algumas temporadas, tentamos jogar fora sensações que não queremos ter, amores que não queremos reconhecer, paixões que por mais doloridas que estejam, não conseguem ir embora. É incrível como não conseguimos ordenar a nós mesmos. Julgamos as pessoas, menosprezamos os seus problemas e só reconhecemos a gravidade deles quando caímos no mesmo buraco.
        Muitas vezes começamos a dar valor e a reconhecer o significado de certas pessoas e mesmo assim não somos reconhecidos. É difícil tentar entender a nossa própria mente. No final dos dias de chuva, pensamos em ir embora, para que alguém venha logo atrás da gente pedindo pra ficar. O complicado é não conseguir ir, é não conseguir deixar pra trás.
         Quando a ventania vai embora, quando a primavera começa a florecer, você descobre que as pessoas amam de formas diferentes  e outras, não te amam como você esperava. Talvez seja pelo motivo de  que os sentimentos que temos, são apenas nossos. Nós somos responsáveis, mesmo que indiretamente, por tudo que levamos dentro do peito.
         Com as várias estações que adquirimos com o tempo, descobrimos que precisamos deixar certas coisas irem embora, descobrimos que não se deve correr atrás, porque quem realmente se importa anda do lado e não na frente. Com o decorrer da jornada, aprendemos que não existe orgulho, egoísmo e individualismo dentro do amor. 
Dizer que ama é diferente de saber amar.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Sinceridade


          No Dicionário Aurélio a palavra sincero se encaixa no seguinte significado: 1. Que expressa sem intenção de enganar. 2. Verdadeiro, Autêntico.
          Muitas pessoas enchem a boca para vangloriar sua “legítima” sinceridade,  mas pouquíssimas agem de acordo com suas palavras, é o famoso hipócrita. Ser uma pessoa sincera, é bem mais do que falar o que pensa  na hora que bem entender. Ser sincero é saber a hora de mostrar sua verdade e de como falar, respeitando, é claro, os outros em volta.
         Sinceridade muitas vezes é confundida com grosseria ou egocentrismo, as pessoas usam sempre a verdade para agir no seu próprio favor, logo se cria a verdade torcida ou o orgulho. Ser sincero, é ver além do seu próprio lado, é olhar os dois ângulos da questão e entender que tudo nessa vida existe dois pontos de vista. Ser sincero, é admitir seus sentimentos, sem escondê-los, é  aceitar quando se gosta e respeitar quando não se gosta.  Ser sincero é  ter sua própria opinião, independente de qualquer outra contrária. Ser sincero é conseguir dirigir suas idéias sem manipulações.
         Por isso que sinceridade é tão complexa e quase invisível dentro das virtudes humanas. Por medo, não falamos o que sentimos ou que pensamos, por isso escondemos a nossa verdade. É difícil, mas é mais limpo a pessoa ser o que é, sem usar máscaras para agradar uma pequena sociedade que anda em um padrão unitário.
É enxergar além do que se vê, é   saber admitir que é um ser humano errante e, o mais digno de tudo, que se esforça para corrigir, é  se manter uniforme em qualquer grupo social, é saber mostrar seu ponto de vista sem ferir ninguém, e ter coragem para sustentar tamanha qualidade.

Aja antes de falar e, portanto, fale de acordo com os seus atos.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

A imensidão do lado de dentro

         Hoje a noite, eu fiquei admirando o céu e me peguei pensando na imensidão do universo. Nós, seres humanos, nos limitamos as coisas tão pequenas que não paramos para perceber que a escuridão da noite é baseada na nossa própria vida,  pode estar escuro, mas existem as estrelas, mesmo que poucas, a luz da lua e o branco das nuvens para quebrar o negro. 
       Algumas pessoas, ou a maioria delas, não tem tempo para apreciar a beleza do céu, estão ocupados o bastante para se queixar da própria vida, mas se repararmos a beleza da imensidão reflete tudo que passamos do nosso lado de dentro. 
      Vou tentar ser mais objetiva, Por quantos problemas vocês já passaram? E quantas vezes eles se resolveram, de uma forma ou de outra? Os meus problemas, sempre foram resolvidos, apesar de tudo, eu ainda continuo sorrindo e apreciando a vida. O universo também é assim, por tantas vezes já deixei de sair de casa por causa daquela tempestade fortíssima, e logo quando amanheceu, o céu estava limpo e o sol estava batendo na minha janela, como se estivesse soltando a frase: "Acorda, vem aproveitar o lindo dia que eu preparei pra você." E assim como as montanhas, a vida tem seus altos e baixos, quem nunca passou por aquela crise de autoconhecimento pensando que nada nunca vai dar certo, e passado alguns dias de choro e atitudes rígidas, o telefone toca com uma boa notícia, você reencontra os amigos e começa a se dar bem na escola. 
      A verdade é que temos que conhecer a imensidão que existe do lado de dentro, só assim poderemos apreciar o universo. Só assim, poderemos ver o lado bom das chuvas, do sol forte, da maré alta, pois é reconhecendo nossas farpas e espinhos que saberemos lidar com elas. É entendendo o momento de  silenciar que aprendemos a ouvir o silêncio. 


" Das noites escuras, aos dias claros, a vida sempre vai continuar"

@lariidiniz

quarta-feira, 6 de abril de 2011

As trilhas do destino.

       Por onde anda os teus traços? Em que caminho percorre todos os teus passos? Para que trilha caminha o teu horizonte?
       Como é doce o sabor do destino, as linhas que se cruzam em alguma parte da sua vida, saber que como a chuva caminha para cair ao chão, eu caminho até você.  Não importa as curvas, as estradas escuras, não se faz necessário levar em conta os passageiros que caminharam ao nosso lado, no final de alguma estrada, de algum caminho, é com a sua rua que a minha estrada vai cruzar.
      O tempo é forte, o destino concreto e não há nada que possa trapaceá-lo, no final você não encontra alguém perfeito, mas alguém apaixonante. E o destino se encarrega de entregar alguém que você nunca irá se separar ou alguém que você encontra e depois de uma vida longa sem aquele alguém, a sua estrada e a dela se tornam via de mão única. Não poderia ser coincidência, nem sorte, o amor sempre anda de mãos dadas com  o destino 

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Incansável busca

           Sempre vai existir essa incansável busca por alguém que conheça sua historia e faça parte dela.  Alguém que sabe de todos seus medos, das suas manias, alguém que te conheça a fundo sem você precisar se descrever.  A busca é longa,  você procura em todas as pessoas alguém que se pareça com você, que goste das mesmas coisas que você e por ironia do destino,  a pessoa que vai saber praticamente tudo ao seu respeito e vai se tornar um esconderijo para os seus medos e segredos, será completamente o seu oposto. 
        Deus nos envia anjos, mas ele não envia quem queremos e sim, quem nós precisamos. Um dia você encontra alguém que te acalma, que te mostra o que tem de errado, que te abraça sem ao menos se mover.  É uma busca demorada e difícil, porem não é algo impossível. E no momento que encontrar esse alguem, agarre, segure, cuide, porque o céus acaba de te presentear com um anjo.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Verdade, por que me condenas?

           Quem é que nunca mentiu que atire a primeira pedra.  O fundamento da mentira, sempre é  para aliviar o seu próprio lado, ou para te sobrepor a determinada situação ou assunto. Alguns dizem “Eu menti para o seu bem.” Convenhamos que não existe mentira para ajudar o próximo, ela existe para você se auto-beneficiar.  Você mentir, até que dá um gostinho bom, porém alguém mentir pra você, é decepcionante. E para tamanhas mentiras, hoje é seu grande dia, 1 de Abril onde todo mundo pode usar e abusar da mentira, sem nenhum pecado para julgá-la ou nenhum peso na consciência para interferi-la. Confesso que algumas pessoas deveriam usar esse dia como o dia da verdade, já que mentem todos os dias. E são dessas pessoas que eu quero falar.
            Não existe mentira que não seja descoberta, e o pior é quando você sabe que o outro está mentindo. É como se você olhasse para o “mentiroso” e pensasse: “Babaca, vai enganar outro, eu sei da verdade.” Às vezes você desmente na hora o que o outro está dizendo, outras vezes você analisa até que ponto ela pode chegar . O ruim de a mentira ser contada antes do dia 1 de abril ou depois desse dia, é que quando ela é descoberta, leva a pessoa à desconfiança e não existe relacionamento com base em desconfianças. O mentiroso acaba ficando sozinho.
          Não estou aqui me isentando da mentira, eu fui daquelas crianças que na época de frio disse para a mãe “Mããe eu já tomei banho.”  Ou daquelas adolescentes que gritava no quarto “Já to desligando o computador paaai.” São mentirinhas que todo mundo já contou, se não for igual, foi parecido. Mas quando você conhece ou descobre um mentiroso, é até divertido perceber suas mentiras impossíveis. Tem o mentiroso sonhador “ Meu pai comprou uma BMW bonita demais, eu até pedi ele pra vir me buscar na escola com ela, mas ela foi para o mecânico fazer alguns reparos.” Tem o mentiroso livre “ Minha mãe é super tranqüila deixa eu sair pra qualquer lugar, eu é que gosto de ficar em casa mesmo” Existe o mentiroso luxuoso “ Comprei uma blusinha de 365 reais, depois te mostro.”  E sem falar naquele mentiroso  pegador  “ Sabe aquela menina ai, gata demais né? Pois é já namorei com ela, hoje não quero nem ficar com ela mais.” E quase ia me esquecendo, do mentiroso bebedor “ Eu bebo demais sô e nunca fiquei bêbado ou com ressaca.” Sempre convivi com mentiras parecidas com essas, e por ter uma intimidade com esses casos, sempre descubro a verdade. Você sabe muito bem que a BMW é da empresa do pai  da pessoa.  Conhece tão bem a mãe do contador da mentira, que sabe que se ele colocar o dedo na rua, a mãe o colocará de castigo.  Analisa tão bem a pessoa que a blusa de 365 reais nunca existiu, já que o mentiroso tem freqüência de usar as mesmas roupas pra ir aos lugares.  Por ironia o destino você descobre que a ex-namorada super linda nunca existiu, ou se existiu, só deu um beijinho no seu amigo e partiu pra outra. E na última festa que você saiu com seu amigo bebedor, ela conseguiu beber 2 cervejas e depois  caiu no chão de tão bêbado. 
            A freqüência da mentira, sempre desgasta sua confiança com alguém  e de mentirinha em mentirinha, acaba fazendo algum estrago. Por exemplo, existe a mentira que é casada com a fofoca: “Mariazinha fiquei sabendo que a Joana falou isso e isso de você. Sei não viu, mas ela ta sendo uma falsa com você.” Tem a mentira que namora com a falsidade: “ Olha, eu só quero seu bem e me preocupo com você.”  Essas mentiram machucam e para mim, são imperdoáveis. E tirando a parte irônica e o tom de brincadeira em todos os exemplos, sabemos que muitas mentiras tem como o objetivo magoar, enganar e separar pessoas, na maioria das vezes a mentira sempre tem um gosto de maldade.  E por mais sábio que alguém seja,  a esperteza do maldoso sempre da um passo a frente do coração inocente. No final, você acaba sendo levado pela fofoca ou pela falsidade de alguém e por mais que o tempo demore você descobre a realidade e se magoa duas vezes, a primeira por ter se deixado levar e a segunda por ter confiado em alguém que tinha a intenção de te enganar. 
          Sejamos francos, quem mente sempre sofre de alguma carência ou de alguma reijeição. Então meu conselho é que o mentiroso se acostume com sua beleza do avesso, procure alguns amigos de verdade e arrume um namorado, não precisa ser aquele bonitão, pode ser apenas um que goste de você. Por que assim, a sua carência desaparecerá e você não terá motivos para inventar uma vida de ilusões e conto de fadas. É dia de mentira, mas não vamos empolgar e fazer da vida completamente uma mentira, encaremos a nossa realidade diária.

Que o 1° e abril seja apenas nessas 24h que nos cabe e não nos 365 dias do ano. 

quarta-feira, 30 de março de 2011

Polêmica tem prazo de validade.

“ Extra! Extra! Extra! 20 MIL mortos pelo terremoto no Haiti.” “Confiram todas as cenas de guerra, no Rio de Janeiro.” “Cuidado! Gripe Suína pode matar.” “Onde está Osama Bin Laden?
            Quem é que nunca ouviu sobre esses assuntos? Assim como também estão ouvindo muito falar sobre a tragédia que está acontecendo no Japão. Notícias nos jornais, Plantão na Globo no meio da sessão da tarde, revistas, e todos os meios de comunicação possíveis (por enquanto não estão utilizando o telefone para repassar as mesmas). Mas eu não venho aqui falar sobre as notícias do mundo, nem criticá-las, o objetivo do post é mostrar pra vocês que a mídia busca por polêmicas e polêmicas têm prazo de validade.
            Todos nós, ou pelo menos a maioria  das pessoas, ficam sensibilizados pelas tragédias que ocorrem no mundo. Ficamos aflitos com a gripe aviária, nos prevenimos com a gripe suína e se vier alguma gripe com o nome de algum animal, continuaremos nos prevenindo.  Toda notícia tem seus 15 minutos de fama, e convenhamos que a maioria desses 15 minutos de fama,  nos preocupam, nos chateiam, ou nos provocam algum tipo de raiva, porém esses sentimentos, pelo menos em 70% da humanidade, duram apenas o tempo da sua polêmica (15 minutos). Nós , seres humanos, não nos preocupamos a ponto de ajudar com alguma cesta básica, alguma roupa, algum cobertor. E sejamos francos, nem a mídia se preocupa. Alguém aí sabe o que está acontecendo no Haiti agora? E o Rio de Janeiro, está em paz? A gripe suína ainda mata? E o Bin Laden,  evaporou? A mídia se preocupa tanto com os esses países, ou com as pessoas que sofreram essas tragédias, que só apareceram no local, para fazer contagem de mortos, ou desaparecidos e etc. É mais ou menos assim: " E agora vamos para 15 mil mortos, esperem! Esperem! Foi encontrado mais um em baixo desses entulhos. Voltaremos com mais noticias, aguardem!" 
            Preocupamos tanto com essas pessoas, que assim que a notícia para de ser publicada esquecemos de perguntar como foi o fim da história.  E eu não julgo ninguém por isso, pois a preocupação de verdade só chega quando alguém próximo é vítima de algum tipo de tragédia. Enquanto isso, sensibilizaremos pelo caos que aconteceu no Rio de Janeiro, mas não ajudaremos no combate ao tráfico. Vamos chorar por ver casas, sonhos e pessoas sendo destruídas por terremotos, porém não tiraremos alguma roupa da gaveta, algum cobertor da sua cama ou algum dinheiro do bolso, para doar a essas pessoas. E o motivo principal para não ajudar, é o seguinte:  “A minha ajuda não vai fazer diferença, é pouco” E como diz a minha avó, de grão em grão a galinha enche o papo.
             A notícia  deixa de ser polêmica, por que a mídia sabe que a maioria das pessoas estão interessadas em saber quem está morrendo, quem perdeu famílias, quem ficou doente, o Homem necessita de ter alguma preocupação que o faça mais humanitário. As pessoas precisam de uma noticia global para conversar na hora do jantar com a família ou entrar em debate no serviço, ou servir de exemplo para os demais ( "Olha o que está acontecendo naquele país, você tem que agradecer a Deus por não está acontecendo com você." ). E os meios de comunicação estão dispostos a causar-lhes essa sensação “humana”.
 Seria mais humano, fazer  de sua preocupação um motivo para agir. Por que sem ação não existe resultado

segunda-feira, 28 de março de 2011

Retornando .

             Quanto tempo eu não posto aqui, quantas coisas aconteceram nas quais quis comentar, tantas mudanças ocorreram no mundo, nas quais eu quis questionar com vocês. E por falar em mudança, hoje eu vim exatamente falar sobre a mesma.
                O que provoca a mudança? Por que ela se inicia? Pode ser uma mudança que seja provocada pelo mundo, pode ser a idade, dizem que mudamos por que cansamos de sofrer e que as mudanças são sempre pra melhor. Na minha forma de pensar, eu não generalizaria assim, nem sempre a mudança é pra melhor, nem sempre é porque cansamos de sofrer. Muda-se pela necessidade de mudar, pela responsabilidade acarretada no dia-a-dia. Muda-se o foco, o modo  de pensar, muda-se a forma de agir.
Todo mundo sabe, racionalmente, que toda ação possui uma reação. Vocês já pararam pra perguntar por quantas mudanças vocês já passaram? Onde elas se iniciaram? Ou então o que as provocaram? Nascemos tão puros e permanecemos puros por uma longa data, até que  algo provoca mudanças, e uma criança inocente, vira um adolescente e de um adolescente, vira um adulto. Isso é o natural da vida, porém muitas vezes quando nos tornamos adultos, esquecemos a nossa essência infantil, aquela essência do sorriso sincero, o olhar brilhante, e principalmente, esquecemos de amar de verdade tudo que está em nossa volta, de se apaixonar por  tudo que se faz e perceber que cada minuto da sua vida é glorioso demais para não ser aproveitado. Ao nos colocarmos em uma idade de verdadeiro Homem e de uma Mulher, começamos a nos esvaziar disso e nos preencher de tudo que é superficial, é o momento do orgulho agir, orgulho de demonstrar, de amar, é hora de ser jogada fora a humildade, e começar a não se contentar com pouco, a não admitir erros, é chegada a hora de você amar por um dia e “odiar” no próximo minuto. Você se desenvolve e começa a habitar em você a indiferença, a preocupação gira em torno de você, apenas você. No final, quando você sair de uma festa, ou de uma multidão, você vai bater a cabeça no travesseiro e  naquele momento se sentirá incompleto e sozinho. A conclusão desse filme é pessoas maravilhosas afastarem de você, as que te amaram pelo o que você é, não pelo que você possui. O fim dessa história é você possuindo amigos, que estão ao seu lado por interesse.
              Ter essência infantil, não é possuir atitudes inconseqüentes e impensadas. Ter essência infantil é deixar falar mais alto a voz do coração, é abraçar sem medo, é demonstrar o seu amor, é sorrir para as coisas mais simples do mundo. Ter espírito de criança é ser feliz no pouco e no muito, é dar valor ao que se tem, pois outras coisas melhores lhes serão acrescentadas. Porque no final, você novamente vai sair de algum lugar cheio de pessoas, vai colocar a cabeça no travesseiro  e se sentir pleno e realmente, feliz.

Tem coisas que são simples, mas são essenciais para a sua felicidade. 

domingo, 17 de outubro de 2010

Tempo

                      O tempo está passando tão depressa, fico a observar tudo que eu ainda preciso fazer e tudo que já fiz, entre o meio termo descubro tudo que não fiz por falta do tempo. Não se tem tempo mais para se sentar e escrever um texto, para ler um texto, para orientar-se. O tempo vai consumindo os dias e com ele consome meus dias, vai embaralhando pensamentos ao ponto de pensar em algo contraditório ao pensamento anterior. É chegada a fase de querer e não querer, de querer viver e não saber viver. 
                      O ano está finalizando, o ciclo está sendo fechado e você começa a analisar tudo que já fez e repara que tudo foi tão pouco, poderia arriscar mais, falar mais, sorrir mais e substituir os minutos de lágrimas ou lamentações por felicitações e agradecimentos. Mas por incrível que pareça é chegado a fase de chorar por algo simples e sorrir para superficialidades. Com os dias, você vai evoluindo, mas os minutos passam tão rápidos que não é percebido a sua evolução e acabamos esquecendo que além de crescermos fisicamente, é sensato crescer nos seus preciosos pensamentos.
                      Os dias acabam e a promessa para o novo dia é mudar, recomeçar, completar as tarefas incompletas, porém acabamos esquecendo de se organizar mentalmente, estabilizar-se. É correto ter uma meta ou um objetivo, apenas nos esquecemos de como fazer para chegar lá. Logo o tempo passa e antes de começar suas metas você para, por se perder no caminho.
                    
Acreditam-se que não é o tempo que acelerou, ele continua o mesmo. A questão é que acrescentamos tarefas incompletas a nossas vidas e objetivos sem saber por onde começar. Organize-se  
    

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

De óculos escuro, eu vejo o que você não vê .

                A primeira frase que disse ao criar este título foi: "Que título idiota". Provavelmente vocês também irão pensar isso. Por incrível que pareça esse título revela o motivo principal de alguém fazer sucesso em um BLOG, hoje falaremos de CRIATIVIDADE.
               Alguém já se perguntou de onde vem a sua criatividade para escrever no blog? ou então já se perguntaram o porque de um blog ser tão famoso e o seu não ser tanto assim, ou vice e versa? A criatividade é  única, ela vem de cada pessoa, alguns tem excesso de criatividade para fazer desenhos, outros poemas, alguns compor letras de músicas, outras passos de dança e etc, cada um tem que se encaixar em algum aspecto. Tem muitas pessoas que não sabem aonde se esconde sua criatividade e começam a pular de galho em galho e começam a fazer a mesma coisa que alguém faz com sucesso e mesmo assim ser uma derrota, um exemplo: Fábio Junior à um tempo atrás foi um ícone da música romântica e um galanteador nato ( isso é comprovado com as dúzias de filhos que ele têm com cada mulher haha), um dos filhos dele o FIUK quis ser o reflexo do pai e confessamos que ele não canta bem. 
               A criatividade muda com o decorrer do tempo e conforme o ambiente, no mês de agosto eu postei pouquissimos textos, não tinha nenhuma criatividade para eles e como o meu blog atinge mais o nível crítico, eu tenho que me alimentar de informações e fazê-las tornarem um assunto, mas os lugares que eu ando, as conversas que eu tenho estão praticamente escassas de criatividade que eu acabei não postando nada. E eu faço outra pergunta:  como você alimenta seu conhecimento? porque quanto mais conhecimento, mais criatividade é adicionada a isso e mais sucesso você terá para aquilo que está sendo desenvolvido. Eu prezo muito pelas pessoas incomparáveis e exclusivas em suas idéias e expressões, que honestamente são as mais criativas e as que mais tem sucesso no que desenvolve, simplesmente porque não desenvolve para agradar seu grupo de amigos ou apenas por ser algo polêmico, elas apenas adquirem conhecimento e mostram isso de uma forma inovadora, chega a ser tão inovador que não dura por um pequeno determinado tempo, ela segue adiante.
              O que você vê por detrás dos seus óculos escuros? o que você pode oferecer de diferente? Como você pode colocar em polêmica um assunto banal? Já perceberam que o cérebro humano é utilizado muito pouco e que mesmo com esse pouco temos a capacidade de sermos incríveis? Seja sensível à mudanças e aguce seus instintos  para algo novo, porque só assim você conseguirá ser o ponto vermelho dos demais pontos escuros e é apenas sendo este ponto que você terá o que provavelmente almeja: SUCESSO. 


Mude, desenvolva, evolua. A sua mente pode ir aonde você quiser criar, desenvolva esta capacidade. 
                

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Para um eterno amigo.

                 Nesse mês eu não compareci no blog com novas noticias, textos e pensamentos, de inicio peço desculpas, mas eu estava aproveitando meu último mês com meu melhor amigo. Sem perceber que seria o nosso último mês juntos, me dediquei completamente a alegria dele e finalizei o mês ao receber a notícia de que ele partira, o fato é que não me entristeceria se ele tivesse viajado, ou mudado para longe, o que me fez derramar lágrimas é concretizar a hipótese que tinha na ultima semana, o fim da sua vida. Ele sempre foi muito saudável, e era muito novo para finalizar sua etapa, mas por ironia do destino ele se enfraqueceu e em um mês tudo acabou. Eu não vim aqui para deixar uma notícia triste e que vocês coloquem nos comentários apenas sentimentos que me faça aumentar a minha tristeza, eu vim aqui para apresentar à vocês o melhor amigo de todos. O meu cachorro, Pirulito.
                 Quando se ganha um animal de estimação a intenção é fazer que ele seja apenas um animal, mas meu cachorro nunca me obedeceu muito e fez questão de ser um membro da família, literalmente! Ele fez questão de sentar no sofá que meu pai deitava e com uma autoridade absurda ele rosnava quando meu pai chegava perto do tal sofá, ele descobriu que é nos lugares altos que se guardam as coisas mais interessantes, descobriu que não tinha altura para pegar essas tais coisas, mas ele aprendeu que nas suas pernas existiam uma flexibilidade que ninguem conhecia, nem mesmo os cachorros normais, foi ai que ele aprendeu a pular em cima das mesas, da cama, e de qualquer lugar que ele tivesse vontade, ele mesmo escolheu dormir embaixo da minha cama, mostrando com seu latido que ninguem mais entraria naquele quarto enquanto eu e ele estivéssemos dormindo, ele tinha pesadelos e chorava como gente para eu ir la buscá-lo, ele se sentia protegido nessa ação e sentia na obrigação de me defender de qualquer pessoas, até mesmo de amigos, familiares e do meu outro cachorro mais velho. Dizia minha mãe que tinha medo dele um dia  aprender a falar, porque com a capacidade que ele tinha de nos surpreender isso seria um ato normal para ele. No mês que ele foi atacado pela doença eu nunca vi nele alguma demonstração de revolta, muito pelo contrário, quando ele corria e não conseguia se equilibrar ele fazia questão de deitar de barriga pra cima olhar pra mim e latir, me obrigando a brincar com ele ali mesmo no chão, mesmo doente ele conseguiu me fazer sorrir, no último dia dele aqui em casa, ele fez questão de morder meu cachorro mais velho e bem maior que ele, só porque ele se aproximou de mim. Se eu for me recordar de tudo estaria mostrando com maior clareza a grandeza desse pequeno cachorro, mas eu pretendo finalizar esse texto sem maior lamentação. 
                   Eu não vim aqui para avisar que meu cachorro morreu, eu vim aqui para mostrar a vocês que muitas vezes perdemos pessoas (ou animais) queridos em nossa vida e nos surpreendemos com esse tal fato, mas se pararmos pra pensar o mundo nunca parou por um capricho humano e  ele nunca voltou para consertarmos alguma atitude, ele sempre seguiu em frente, para ou se lamenta quem quiser. E digo que eu fico feliz por ter feito tudo pelo Pirulito, por ter lutado o máximo que eu pude pela vida dele, por brincar com ele na hora que ele bem quisesse, porque eu tenho certeza que assim como eu fui uma menina feliz por causa dele,  é com concreta certeza que eu digo: ele foi um cachorro muito feliz. No fim de semana eu torci para que isso fosse apenas um pesadelo e que eu ia acordar novamente, eu me lembro que eu liguei para o meu pai perguntando se o meu cachorro tinha morrido mesmo, foi na resposta do meu pai que eu descobri que nós não temos duas vidas e nada faz ressuscitar alguém querido. Hoje eu cheguei da escola e chamei pelo nome dele, foi a primeira vez que ele não veio, foi a primeira vez que ele não me lambeu, mas eu fiquei feliz por saber que eu fui privilegiada por um dia ter a recepção dele.    
                   Me perguntaram se eu penso em ter um outro cachorro, eu disse que sim, não para esquecer o meu melhor amigo, mas para ver se algum dia eu irei encontrar algum cachorro com pelo menos um terço das  qualidades e dos defeitos que o Pirulito teve, eu tenho certeza que eu não irei encontrar, mas tenho certeza que esse cachorro vai fazer de tudo para ser um bom cachorro.  


Dizem que todo mundo tem uma missão, a missão do meu animal de estimação foi mostrar pra mim que as pessoas que mais nos importamos são tomadas rápidas demais da nossa vida. Por isso aproveitem quem está ao lado de vocês. 

http://twitter.com/lariidiniz                          

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Refúgio

            A porta estava fechada e dentro da penumbra daquele quarto eu me encontrava, que conforme a explosão dos meus pensamentos, viajavam para os quatro cantos do mundo em um piscar de olhos. Naquele momento a lua estava praticamente ao meu alcance, as estrelas estavam ofuscadas por causa do brilho dos meus olhos, aquela neblina de mistério envolvia as quatro paredes daquele cômodo, que entre elas escondiam os maiores segredos, os mais íntimos desejos e não pensavam nunca em contar as mirabolantes idéias de quem habitava aquele quarto. A minha casa é uma moradia normal, exceto esse lugar, exceto esse esconderijo, que guarda sonhos e desejos.
            Eu tenho uma capacidade inigualável de encostar minha cabeça no travesseiro e me deixar levar pelo tempo, imaginando-me daqui à anos ou repensar o que foi feito naquele dia. Nesse lugar eu sou apenas construída de sonhos, jovem e com marcas de tudo que passara por mim. Capaz de doar meu melhor sorriso para quem sequer soube um dia a diferença dele, capaz de abraçar apenas para conseguir demonstrar um pouco do afeto que sentia por alguém.
            Me deleito em desejos e anseio por respostas, crio utopias e percebo que nada mais sou do que um ponto de interrogação, que conforme a evolução da vida e a complexidade das minhas perguntas, acabo me encontrando cheia de dúvidas sobre as minhas supostas respostas. Na sombra do meu quarto, me encontro ao som do meu silêncio se preparando para me deixar, com o toque da porta ou o barulho estridente do telefone, ele sempre consegue ir embora deixando uma réstia de dúvida, frieza e conforto. Por mais que aquele necessário silêncio fosse embora, eu saberia que no exato momento em que eu deitasse na minha cama e chamasse pelos meus pensamentos, ele novamente retornaria e sem saber como ouvi-lo fecharia os olhos e deixaria me levar por um longo e leve sono. 

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

A nova moda .

                   Agora estamos aderindo a nova moda, falar mal das modinhas.  A sociedade está oscilando em: seguir a modinha e ser contra modinhas. Não tem importância a pessoa ser contra modinhas sem nenhum nexo, mas as pessoas se empolgaram tanto que começaram a viver essa revolução. 
                   Ao pesquisar um pouco sobre o tema que eu iria falar, comecei a perceber uma falta de qualidade nos assuntos desenvolvidos, no decorrer da semana a internet mostrou assuntos praticamente iguais, ela mostra as mesmas coisas e escreve mal das mesmas coisas. A uns 7 meses atrás começamos a ver novas pessoas e novos estilos sendo publicados na internet e lançados para o mundo todo, logo depois encontramos os possíveis grupos que prestigiaram o trabalho, andando para uns 5 meses encontramos os fãs loucos que além de aderir o modo, a roupa, o visual das personagens prestigiados fizeram questão de fazer aquele personagem criar vida, chegaram no ponto tão louco que pensaram que eles eram verdades, os vampiros eram reais, as roupas mega coloridas eram muito estilo, o rebolation seria a dança do século e as músicas eram escritas descrevendo a vida sentimental dos cantores, mesmo não tendo nenhuma letra - maaaaas não vamos falar mal das modinhas, não quero aderir a essa moda -, agora mais recente vieram os contra essas modinhas, eu achei excelente ter pessoas expressando sua opinião contra o nosso contraste de 15/20 anos atrás e os tempos de hoje, mas eles também começaram a ficar alterados como os que seguiam as modinhas, tudo agora se tornou motivo para falar mal das modinhas, e acaba que você não consegue achar nada pra dar sua opinião porque só falam de modinhas.
                   A maioria das coisas que eu escrevo no blog é fazendo uma análise de assuntos que precisariam de mudança, inclusive eu já falei um pouco sobre essas modinhas, mas o ápice da questão é que começaram a falar das mesmas coisas o tempo todo, desgastando completamente esse assunto, as pessoas falaram tão mal e tantas vezes dessas modas que não tem mais o que falar, acabam xingando sem nenhum fundamento ou fazendo críticas onde não tem, acaba finalizando a frase com: "Esses coloridos são todos viadinhos, não é vampiro é fada". E são ofensas tão infantis que denigre a imagem do crítico que tem motivo por não gostar das tais, e que por incrível que pareça  um bom crítico e um bom analista nunca sequer vulgarizou as modinhas. Por favor, não me imaginam com uma calça apertada amarela e uma blusa azul piscina, sendo fã de crepúsculo e cantando garota radical, eu não estou aqui falando para defender as modinhas, mas estou aqui com a idéia de fazer vocês perceberem que nem tudo de mal nesse mundo usa roupas extravagantes e grita quando ver um suposto lobisomem sem camisa. Tanto é, que é maduro da parte de um jovem não gostar disso, ou não apreciar isso loucamente a ponto de xingar muito no twitter ou achar uma puta falta de sacanagem cancelarem um show. 
                Por pior que seja a situação desse século, ela não modificou muito, existia uma época que era moda falar mal de Backstreet boys, Hanson, assim como teve uma época nem tão antiga assim que a moda era falar mal de quem gostava de Rebelde e Rouge, a sociedade sempre oscilou entre: falar mal e seguir a nova moda. E sempre vai ter alguém como eu esperando alguma mudança de assunto, assim como terá sempre alguém ficando louco contra e a favor das modinhas, eu fico imaginando como vai ser daqui a 20 anos, será que vai ser qual modinha? andar com roupas de lantejoulas, ouvir alguma musica pior que garota radical e rebolation, e ter um filme que o personagem principal é um homem que vira cachorro super herói ao anoitecer? é um caso a se pensar.
               Entendam que é muito importante alguém ser crítico, mas ser crítico não é falar mal a ponto de xingar e ofender sem nenhuma base, ser crítico é saber a hora e o momento de expressar sua opinião tendo base do que você está falando, é falar e se expressar não porque o seu grupo de amigos está fazendo isso, é dizer porque te convém. 

   A opinião própria sempre irá te levar para os melhores caminhos, a opinião própria sem conhecimento te leva a insanidade. 


terça-feira, 3 de agosto de 2010

Cada olhar esconde um segredo .

              Muitas vezes me perguntaram qual tipo de poder eu gostaria de ter, em uma certeza inconfundível e sem precisar pensar, eu respondi que gostaria de ler a mente das pessoas. Alguns querem voar, outros querem ser invisíveis, o meu chega a ser simples e objetivo. Cheguei a ter essa vontade quando comecei a querer entender o porquê das pessoas serem tão contraditórias, quais os pensamentos que as motivam a tomarem certas atitudes.
               Como eu tenho vontade de mergulhar dentro de cada olhar, como eu tenho vontade de penetrar nos mais obscuro do pensamento humano. Seria curiosidade da minha parte? Creio que não, seria apenas uma questão de querer entender um pouco mais dessa misteriosa criatura. Por mais que estejamos próximos a alguém sempre existirá algum mistério, algum ponto de interrogação, cuja a pergunta não terá resposta.
          Confesso que o mistério me prende, é um tanto sedutor me pegar em perguntas onde algum segredo existe por detrás dos olhos. E é por causa dessa essência que ainda me pego em dúvidas se realmente deveria desejar decifrar algum olhar, porque o que me move a curiosidade e o que me doa algum sabor doce e ardente é poder olhar alguém profundamente pelos olhos tendo alguma esperança que algo possa ser revelado apenas pelo brilho que reflete com a luz do dia.

Eu sempre vou querer saber o que se esconde naquele olhar, e mesmo ansiando por tanto querer, existe algo dentro da minha alma torcendo para nunca desvendar. Assim continuarei a me prender no delicioso mistério de conseguir ir além de enxergar. 

segunda-feira, 26 de julho de 2010

O doce e velho sabor.

            Quem nunca quando pequeno passou o fim de semana na casa dos avós? Onde lá se reunia primos, bagunças, as receitas mágicas da avó e as invenções loucas do avô. Hoje comemora o dia da juventude fora de hora, é no dia 26 de julho que é comemorado as histórias antigas, as cantigas para dormir, os doces, a animação fora de tempo. Comemora-se o dia dos avós.
          Um viva para os nossos grandes sábios, o nosso livro de histórias, o livro de receitas. Imaginem o tanto de coisa que se aprende com eles? A primeira oração se aprende com avó, as histórias que deixam dúvidas se são de verdade ou não, se aprende com o avô. Como é bom ter ao lado essas peças raras, como é bom relembrar tudo que já passamos ao lado deles. Eu  convivi 24h durante 11 anos com a minha avó e foram esses 11 anos iniciais que hoje tenho orgulho de ser quem sou, porque foi graça a todos os ensinamentos daquela senhora que consegui formar a minha forte personalidade. Um brinde a ela, por me educar da melhor forma, um brinde por ter brincado de casinha comigo, um brinde pelas suas guloseimas, um brinde pela sua bela e longa vida. Um brinde ao meu avô por ter me mostrado que não tem idade para juventude, que os anos vividos não alteram quando se tem que carregar um neto de cavalinho, um brinde a ele por ter sempre um real para me dar, pelas inteligentes pegadinhas e perguntas, um brinde pela sua juventude fora do tempo. Um brinde pela minha outra avó que me mostrou toda sua bondade, o seu companheirismo, um brinde pelo seu abraço sempre a me esperar, um brinde pelo seu delicado jeito de amar seus netos. Assim como não deixo de brindar a todos os avós que me encantam pelo seu modo tão auspicioso de viver a vida, por parecerem anjos ao proteger o neto. Felicito a eles por serem esse livro de conhecimento, lição, proteção e felicidade.  Não deixem de nos esperar pelo almoço de domingo, não se cansem de contar as suas fantásticas histórias, se permitam sempre a fazer aquele delicioso lanche da tarde e principalmente, nos ensine a amar a vida como vocês amam, porque se eu for lembrar de alguma lição de vida, é sempre a dos senhores que irei me lembrar.

Parabéns por esse belo cargo, ser AVÔ E AVÓ, parabéns por saberem fazer isso tão bem. Mesmo os netos que não tem os avós presente, guardam alguma história, alguma lição. Parabéns por se transformarem em eternos. 

sábado, 24 de julho de 2010

Duas doses, duas medidas, um sentimento.

          Com o pouco que tenho de vida, com o pouco que eu tenho de experiência, consigo hoje descobrir a sutil diferença entre apaixonar e amar. Eu percebi que o amor vem da pureza, a paixão acompanha o desejo, com o pouco que sei, descobri que é preciso de muito tempo para construir um sólido amor, mas são necessários alguns minutos para aflorar dentro de você a paixão. E todo amor precisa dessa paixão, assim terá valor quando dois seres se abraçarem e conseguirem expressar naquele abraço o tamanho desejo de ter aquela pessoa a vida inteira. É interessante descobrir paixão em um beijo no rosto, é totalmente espetacular quando se descobre amor em uma conversa debaixo da chuva ou a completa segurança quando duas pessoas estão próximas.
          O amor vem aos poucos, o amor se constrói, paixão vem na hora, paixão chega sem ao menos o amor estar esperando. Você consegue escolher quem ama, mas não consegue  escolher por quem se apaixona, ama-se amigo como amigo, apaixona-se por um desconhecido, não se apaixona por um amigo, mas transforma aquele amigo na pessoa que você quer ao seu lado para o resto da vida. A paixão muda todo o cursor do amor, e por mais contrários que sejam sempre estão andando um ao lado do outro. Paixão sem amor, morre, amor sem paixão desgasta.
          O amor te mantém em segurança, paixão te tira completamente da certeza, e por mais seguro que esteja o coração daquele amor, ele sempre se perde quando começa a transparecer a inevitável paixão.
           A matéria de hoje foi feita muito de última hora, mas por incrível que pareça ela completa o post anterior, espero que vocês gostem e entendam. A mensagem que eu quero passar para vocês é para nunca deixarem de amar, mas sem esquecer que dentro desse amor existe uma paixão e é essa paixão que faz o amor ficar vivo.

O amor sempre chega para um apaixonado. Ele consegue fechar os olhos para qualquer obstáculo só para nunca deixar perder esse amor que lhe foi presenteado.


quarta-feira, 21 de julho de 2010

Felizes para sempre, até que alguém pise na bola.

Uma resenha do relacionamento a moda século XXI:

Depois de uma semana que se conhecem: “Eu te amo muito meu amor, quero você para vida inteira. Vamos namorar?” É claro que a menina aceita. Todos felizes começam a pensar no casamento, filhos e etc. Passam 3 meses e aquele amor está tão intenso ao ponto de cada um sentir que é DONO do outro: “É melhor você excluir o orkut, antes que aquela menina te mande outro recado” Obviamente que no ápice da paixão, ele exclui o orkut. O tempo passa e completam 7 meses de namoro, até surgir o sentimento de posse no casal: “Se você for pra casa da sua tia não precisa mais me procurar, o seu primo está lá e eu não gosto dele.” Se a garota não estiver no nível máximo da loucura, ela vai para casa da tia dela e no fim eles terminam antes de completar um ano, porque provavelmente vão finalizar com essas palavras: “ Eu não to agüentando tanta pressão”. OK ¬¬’ .

Bom eu queria que alguém me respondesse essa sábia pergunta: “Onde se encontra o namoro a moda antiga?” E a moda antiga que eu digo é algo para mim bem recente, tipo de uns 10 anos atrás. Eu fico a me perguntar cadê aquele relacionamento que você se torna amigo da pessoa sem nenhuma intenção e depois de um longo tempo eles se apaixonam e começam a namorar por longos anos, não to cobrando casamento, só estou me perguntando cadê os relacionamentos que duravam anos. Comecei a fazer uma pequena análise sobre isso e vou refazer a minha antiga pergunta: “ Onde estão as mulheres que se prezam e os homens que dão valor as mulheres?” eu estava vendo algumas pessoas que eu conheço, tem gente bem mais nova que eu que já namorou pelo menos 8 vezes, e isso é namoro que começa rápido termina rápido e começa com outro mais rápido ainda. Eu queria deixar um aviso para quem segue o relacionamento a moda século XXI: ATENÇÃO, NAMORO NÃO É MICARETA E PESSOAS NÃO SÃO FIGURINHAS PARA SEREM COLECIONADAS, OBRIGADA!

Algum tempo atrás eu me impressionava de emoção quando ouvia alguém dizer um EU TE AMO, hoje não me surpreendo mais, daqui a três anos eu vou passar na rua e ver alguém falar “te amo” ao invés de falar “bom dia”. Aí alguém pode pensar: “mas é verdadeiro, é aquilo que está se sentindo no momento” e com todas as letras eu digo, não é verdadeiro, amar é mais além do que um relacionamento de 3 dias ou 3 minutos. Você ama ou você gosta? Seja sincero ao dizer "amo você" para alguém que conhece há 2 horas, é melhor ser sincero do que falso consigo mesmo. Olho um pouco na minha volta e tento ser discreta, mas não me controlo quando vejo garotas de 14 a 16 anos indo para boates com a intenção de ficar com 300 na noite e ainda se orgulhar ao saber que ficou com mais do que a sua amiga. Me respondem com sinceridade: “cadê o valor que essa pessoa tem?”. Ou melhor, vejo homens que fazem a menina de gato e sapato e sentem sua masculinidade aflorar quando ele trai a sua namorada. Mais uma vez quero fazer outra pergunta: “ Porque um moleque (já que não pode ser atitude de um homem) namora, sendo que sabe que vai trair?”. Eu não concordo nem um pouco com traição, e não adianta falar que tem que entender o lado da pessoa, porque se a intenção é trair, então você não precisa namorar, porque a intenção vai ser magoar seu parceiro, PONTO FINAL. Agora essa menina a moda micareta, qual é o nexo de ficar com tantos meninos em menos de 1h:30min ? quem vai querer namorar sério com alguém assim? Ou o que você quer passar para seus filhos? Imagina você contando para seu filho: “ Ah meu filho, mamãe foi muito feliz, antes de conhecer seu pai eu fiquei com mais de 500 homens.” Ou ele vai pensar que é normal fazer isso, ou ele vai te chamar de vadia ou algo desse nível, mas com certeza ele não terá orgulho dessa atitude.

Eu particularmente nunca namorei sério, tipo levar ele na minha casa como namorado, apresentar ele para família, e posso dizer com sinceridade que não me arrependo disso. Namoro é algo que se deve dar valor e eu não quero ser igual essas meninas que levam mais de 30 namorados para o pai conhecer, imagina se meu pai confunde os nomes? Haha. Tirando minha ironia ao falar desse assunto, quero que saibam que não estou negligenciando ninguém, porque todo mundo faz o que quiser, mas entendam que cada parte do nosso corpo vale muito mais do um 3 minutos beijando na boca de um desconhecido.

O amor é um sentimento muito bonito para ser jogado fora, e ficar sem namorar não é “careta”, mas namorar com muitos é fútil. Assim como gostar de alguém que não vale a pena gostar é questão de escolha, porque você não escolhe de quem vai gostar, mas você tem o direito de escolher quem quer do seu lado. Hoje eu vejo muita gente criando ilusão em cima de outras pessoas que não podem atender as suas vontades, e a culpa não é dessa pessoa que não pode realizar essas vontades, a culpa mesmo é da outra pessoa que criou ilusões, porque o certo é encontrar alguém sem transformá-lo em um príncipe, é fazer seu coração bater mais forte sem pensar no que ela pode ser, é apenas gostar de alguém sem nenhuma mudança.

Afinal, o segredo de viver bem é saber como viver e pensar sempre no que você pode se tornar com as suas escolhas. Ficar com muitos não aumenta seu ego, só diminui, namorar terminar e recomeçar com outro não vai te ensinar o significado de amar, gostar de alguém que não vale a pena só vai te fazer sofrer, assim como criar sonhos em cima de quem não quer realizá-los, a insistência não vai faze-lo querer realizar.

Porque amar é bom e só se sabe amar alguém quando se aprende a se amar primeiro.

terça-feira, 20 de julho de 2010

Caro amigo,


Mesmo eu sendo ausente de palavras para me referir à você, hoje me encontro a procura de fotos, bilhetes, presentes e cartas, algum modo de colocar palavras com sentido nessa sincera carta para expressar tamanha gratidão que eu tenho.
Me perdi em pequenos devaneios e revivi tudo que passei ao seu lado, gostei de relembrar que foi você que enxugou minhas lágrimas, senti uma enorme felicidade ao sentir o seu toque de carinho na minha cabeça, assim como os meus olhos brilharam de emoção quando ouvi mais uma vez um "eu amo você" vindo da sua boca.
Meu amigo, é tão bom saber que eu te tenho, é tão bom saber que foi com você que eu aprendi as melhores coisas da vida, como rir até a barriga doer. Foi o culpado por tirar de mim o meu orgulho, foi o responsável por eu fechar os meus olhos e confiar cegamente em alguém. Levou de mim o meu egocentrismo e me ensinou a andar em dupla, trio e em grupo, apresentou-me a humildade de pedir desculpas, o calor de um abraço, o valor de um olhar.
Ai amigo, como é bom te ter ao meu lado, para rir e chorar. Como é bom saber que é com você que eu posso tirar todas as minhas máscaras sem sequer me importar com o que vai pensar, como é prestigioso ter um grande amigo ao meu lado.
Por tantas vezes vi você partir, por tantas vezes me reencontrei com você, por essas tantas vezes eu nunca me ausentei da sua presença. Quando ainda criança tive meu primeiro encontro com você e hoje na juventude ainda te tenho ao meu lado com a plena certeza que com idas e vindas, eu sempre te terei perto de mim, o meu eterno amigo.
E no final dessa carta eu percebo que tudo que eu gostaria de falar era EU TE AMO e lhe pedir para NUNCA SAIR DA MINHA VIDA.

Um grande beijo da sua admiradora Larissa Diniz.

Uma salva de palmas paras os meus grandes e eternos amigos, que continuem enfeitando minha vida e dando alegria para as batidas do meu coração. Palmas para eles e para todos que tem esse divino presente: Um grande amigo. Feliz dia do amigo!